Coronavírus

Retomados os rastreios ao cancro da mama na região Norte do país

Miguel Carlos Cabral

Miguel Carlos Cabral

Repórter de Imagem

Vítor Moreira

Vítor Moreira

Editor de Imagem

Desde janeiro ficaram por fazer 110 mil rastreios.

Saiba mais...

O programa de rastreios da Liga Portuguesa Contra o Cancro na região Norte foi suspenso em janeiro por falta de um protocolo com a Administração Regional de Saúde.

A chegada da pandemia, em março, atrasou ainda mais o processo. Agora, nove meses depois, os rastreio do cancro da mama foram retomados.

No norte do país há 630 mil mulheres elegíveis para os rastreios, ou seja, com idades entre os 50 e os 69 anos.

Estas mulheres começam agora a ser chamadas. A Liga Portuguesa contra o Cancro espera conseguir fazer em média 50 rastreios por dia cumprindo todas as condições de segurança e de contigência atuais.

A nível nacional surgem por ano 6.000 novos casos de cancro da mama, uma média de 11 por dia. Quatro mulheres morrem diariamente com a doença.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia