Coronavírus

Covid-19. DGS rejeita relação entre abertura das escolas e o aumento de casos

Graça Freitas diz não existirem evidências científicas.

Especial Coronavírus

A diretora-geral da Saúde diz que até agora não há relação entre a abertura das escolas e o aumento de novos casos de coronavírus.

Graça Freitas considera que o número de infetados nas escolas é limitado, que se trata de casos isolados e que foram contraídos na comunidade.

Novas normas da DGS. Pais temem que alunos regressem às escolas ainda infetados

As novas normas da Direção-Geral da Saúde estão a causar preocupação nas escolas. Os pais temem que os alunos que estiveram em isolamento, regressem às aulas presenciais ainda infetados.

É o caso dos alunos de uma turma do segundo ano da Escola Básica da Quinta da Alegria, na Portela, em Loures, que, depois de terem estado em isolamento durante três semanas, regressam agora às aulas presenciais. Nem todos os alunos testaram negativo, o que é uma situação permitida pelas novas regras da DGS.

Na semana passada, a DGS reduziu o período de isolamento de 14 para 10 dias, nos casos menos graves de Covid-19, sem que seja preciso realizar um teste. No entanto é preciso cumprir algumas exigências: a ausência de febre e a melhoria significativa de sintomas durante três dias consecutivos.

Veja também: