Coronavírus

Madrid decreta recolher obrigatório

Javier Barbancho / Reuters

Pedro Sánchez anunciou novas medidas numa altura em que Espanha ultrapassa 3 milhões de casos de Covid-19.

Especial Coronavírus

O Governo espanhol decretou hoje o recolher obrigatório em Madrid já a partir deste fim de semana, após Espanha registar um novo recorde de infeções. Quase 21 mil novos casos esta quinta-feira.

A partir da meia-noite e até às 6 da manhã estão proibidos todos os ajuntamentos, que já estão limitados a seis pessoas durante o dia. Bares e restaurantes só podem aceitar clientes até às 11 da noite.

A comunidade autónoma com o maior número de infeções em Espanha tenta assim reduzir drasticamente a atividade social na região da capital, numa altura em que as medidas excecionais decretadas há duas semanas pelo Governo de Pedro Sanchez terminam este sábado ao meio-dia.

Sánchez avisa que vêm aí "meses muito duros" e apela à "disciplina social"

“É preciso reduzir a mobilidade para travar os contágios, não há outra solução", afirmou Sánchez numa comunicação ao país sobre as novas medidas para conter a pandemia de Covid-19, difundida pela televisão.

O presidente do Governo espanhol avançou que o número de casos ativos em Espanha é superior a 3 milhões, embora o registo oficial diga um milhão.

Pedro Sánchez, que classificou como "grave" a evolução da pandemia em Espanha, referiu estudos de seroprevalência desenvolvidos por instituições publicas com especialistas científicos que indicam que "o número real de pessoas que foram infetadas supera os três milhões".

Sánchez não atualizou a informação sobre o número de mortes que, segundo dados de quinta-feira, ascendem a 34.521 mortes desde o início da pandemia.

Espanha é o primeiro país europeu a atingir um milhão de casos de covid-19

Outras regiões espanholas ponderam recolher obrigatório

A região de Castela e Leão já anunciou entretanto que também irá impor um recolher obrigatório aos seus habitantes a partir deste fim de semana e o presidente da região de Valença indicou que fará o mesmo nos próximos dias.

Portugal com 2.245 mortes e mais de 109 mil casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou no boletim diário desta quinta-feira que há mais 16 mortes e 3.270 novos casos de Covid-19 em Portugal.

O número de mortes subiu de 2.229 para 2.245, mais 16 do que na quarta-feira.

Dos 3.270 novos casos, 1.954 são na região Norte, 936 em Lisboa e Vale do Tejo, 281 na região Centro, 56 no Alentejo, 28 no Algarve, 12 na Madeira e três nos Açores.

O número de infetados subiu de 106.271 para 109.541, mais 3.270 em apenas 24 horas.

Mais de 1,1 milhões de mortos no mundo

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 41,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global