Coronavírus

Portugal com 27 mortes e 2.447 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Armando Franca

O último balanço da DGS.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou no boletim diário desta segunda-feira que há mais 27 mortes e 2.447 novos casos de covid-19 em Portugal.

O número de mortes subiu de 2.316 para 2.343, mais 27 do que no domingo. Já o número de infetados subiu de 118.686 para 121.133, mais 2.447 casos em 24 horas.

Dos 27 óbitos nas últimas 24 horas, 13 ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, 8 no Norte, 5 na região Centro e 1 no Alentejo. Em relação aos novos contágios, 1.633 registaram-se na região Norte, 580 em Lisboa e Vale do Tejo, 167 na região Centro, 27 no Algarve, 24 no Alentejo, 11 na Madeira e 5 nos Açores.

Há mais 98 pessoas internadas, totalizando 1.672, o número mais alto desde o início da pandemia. Nos cuidados intensivos estão 240, mais 10 em relação a domingo.

As autoridades de saúde têm 59.631 pessoas em vigilância, mais 882 que no domingo.

A DGS revela ainda que estão ativos 48.834 casos - um novo máximo em Portugal desde que começou a pandemia -, mais 1.341 em relação a domingo. Nas últimas 24 horas, 1.079 doentes recuperaram, totalizando 69.956 desde o início da pandemia.

DADOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 55.181 homens e 65.952 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1.197 eram homens e 1.146 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

OMS pede esforço pela democratização da vacina

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde pede mais solidariedade entre países no combate à covid-19.

Tedros Adhanom Ghebreyesus lembra que os avanços em relação aos tratamentos e às vacinas são importantes, mas só farão a diferença se o seu acesso for o mais generalizado possível.

"A ambição mundial de desenvolver estas ferramentas, o mais rapidamente possível, deve ser igualada pela sua ambição de garantir que tantas pessoas quanto possível têm acesso a elas."

Médicos reafirmam que usar máscara é fundamental para evitar a transmissão do vírus

O número de novos casos não pára de aumentar em toda a Europa. A Organização Mundial de Saúde alerta que muitas unidades de cuidados intensivos na Europa vão chegar ao limite da sua capacidade nas próximas semanas.

A OMS afirma que a utilização de máscara pode evitar mais de 280 mil mortes nos próximos 3 meses.

Ainda assim, um grupo de manfistantes fez questão de se juntar este sábado no centro de Lisboa para dizer que está contra as restrições impostas pelas autoridades, nomeadamente, a obrigatoriedade de uso de máscara de proteção.

A SIC falou com especialistas que contrariam estes manifestantes, onde estavam também alguns médicos, e afirmam que usar máscara é fundamental para evitar a transmissão do vírus.

Marques Mendes: "Recolher obrigatório vai chegar cá"

Luís Marques Mendes considera que António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa têm de fazer uma declaração ao país perante o agavamento dos números da covid-19 em Portugal.

O comentador da SIC acha que um novo estado de emergência vai ser decretado em breve.