Coronavírus

Afluência de doentes com AVC aos hospitais diminuiu durante a pandemia

Especialistas pedem que as unidades e equipas que tratam esta doença não sejam todos convertidos em alas para a Covid-19

Saiba mais...

Por hora, três portugueses sofrem um AVC. Destes, um não sobrevive. O AVC é a principal doença aguda não-Covid e a que mais mata em Portugal.

Durante a pandemia, os hospitais registaram uma redução de 25 a 50% na afluência de doentes aos serviços médicos. Os especialistas acreditam que o medo de contágio tenha dissuadido os doentes de se dirigirem aos hospitais. Mas no caso em caso de AVC é importante agir com celeridade logo após os sintomas.

No dia em que se celebra o Dia Mundial do AVC, os especialistas deixam um pedido: que as unidades e equipas que tratam os casos esta doença não sejam todos convertidos em alas para tratamento da Covid-19.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia