Coronavírus

Covid-19. Luz Saúde desmente ARS de Lisboa e Vale do Tejo sobre capacidade para receber doentes

Grupo diz ter capacidade.

Especial Coronavírus

O Grupo Luz Saúde desmentiu na noite de quarta-feira a ARS de Lisboa e Vale do Tejo. Em comunicado, diz que não foi contactado diretamente, a não ser há cerca de duas semanas, pela ARS do Norte, que questionou o Hospital da Luz Arrábida sobre a capacidade de internamento.

O grupo privado avança que esta quarta-feira houve uma conferência telefónica da ARS de Lisboa e Vale do Tejo, mas com a direção da Associação Portuguesa da Hospitalização Privada.

O Grupo Luz Saúde garante que tem capacidade para receber doentes covid-19 e não covid, do SNS, se for necessário.

Para os próximos dias, está marcada uma reunião com o Secretário de Estado da Saúde.

Hospitais privados reafirmam disponibilidade para responder à pandemia

O presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP), Óscar Gaspar, reiterou na terça-feira a disponibilidade dos hospitais privados em dar resposta à pandemia da covid-19 e a outras doenças, realçando a "relação inexistente" com o Governo.

O presidente da APHP assinalou que, em agosto e setembro, os hospitais privados, aos quais as pessoas "estão a recorrer mais", conseguiram "dar resposta" aos doentes não-covid-19 e "aliviar o Serviço Nacional de Saúde" (SNS).

O líder da APHP lastimou também que, depois de abril, os hospitais privados tenham deixado de estar envolvidos na resposta à pandemia, com as autoridades de saúde a considerarem que o SNS "era autossuficiente".

DOENTES NÃO-COVID ENCAMINHADOS PARA SETORES PRIVADO E SOCIAL

Na segunda-feira, a ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou que os doentes não-covid-19 que vejam consultas, exames ou cirurgias no SNS serem desmarcados face ao agravamento da pandemia serão encaminhados para os setores privado e social.

Veja também:

  • O primeiro dia de Web Summit 

    Web Summit

    Acompanhe aqui as palestras do palco principal. Neste primeiro dia, passam pelo palco nomes como Paddy Cosgrave, CEO e fundador da Web Summit, o primeiro-ministro António Costa, Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, ou a atriz Gwyneth Paltrow.

    Em Direto

    SIC Notícias