Coronavírus

Restaurantes e centros comerciais vão ser obrigados a fechar em Castela e Leão

Alvaro Barrientos/ AP

A medida anunciada esta terça-feira na região que faz fronteira com Portugal, entra em vigor à meia-noite de sexta-feira.

Saiba mais...

A região espanhola de Castela e Leão, que faz fronteira com o nordeste de Portugal, decidiu fechar ao público a partir da meia-noite de sexta-feira os restaurantes, bares e cafés, autorizando apenas o serviço de entregas em casa.

O presidente do Governo regional de Castela e Leão, Alfonso Fernández Manueco, anunciou a decisão, acrescentando que os centros comerciais também vão encerrar e as visitas aos lares de idosos serão suspensas, para evitar o contágio da Covid-19.

Na declaração institucional que fez, Alfonso Fernández Manueco insistiu que esta comunidade autónoma espanhola está em "risco máximo" e pediu ao Governo central que assumisse a responsabilidade de tomar medidas que o executivo regional não pode no atual quadro normativo.

A região, que tem uma dimensão superior a Portugal (94.226 km2) e apenas cerca de 2,4 milhões de habitantes (Portugal tem mais de 10 milhões), vai tomar estas medidas por um período inicial de duas semanas, que pode prolongá-las caso a situação epidemiológica na região não melhore.

O nível de incidência acumulada em Castela e Leão subiu na segunda-feira para 829 casos diagnosticados por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias, quando a média em Espanha está nos 521 casos.

A maior parte das regiões espanholas, que têm autonomia em matéria de política de saúde, decidiu confinar os seus territórios ao nível de toda a comunidade autónoma e em muitos casos ao nível dos municípios, autorizando deslocações apenas em casos de necessidade (trabalho e saúde, entre outros).

O Parlamento espanhol aprovou na semana passada a prorrogação do estado de emergência para lutar contra a pandemia de covid-19 durante seis meses, até 09 de maio de 2021, o que autoriza o recolher obrigatório das 23:00 às 06:00, podendo cada uma das comunidades autónomas adiantar ou atrasar a hora de início em uma hora.

As medidas tomadas esta terça-feira em Castela e Leão preveem ainda que o comércio a retalho se mantenha aberto, enquanto os centros desportivos e instalações interiores, com exceção das competições oficiais, que devem ser realizadas sem a presença do público, são encerrados.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (46.853 mortos, mais de um milhão de casos), seguindo-se Itália (39.059 mortos, mais de 731 mil casos), França (37.435 mortos, mais de 1,4 milhões de casos) e Espanha (36.257 mortos, mais de 1,2 milhões de casos).