Coronavírus

Forças Armadas desenvolvem modelo para ajudar na gestão das camas hospitalares

Militares afastam necessidade de hospitais de campanha neste momento.

Especial Coronavírus

As Forças Armadas desenvolveram um modelo estatístico para ajudar os hospitais a gerirem as camas hospitalares na área da Grande Lisboa.

O modelo de gestão centralizada de camas hospitalares prevê o número de camas necessárias quatro dias antes. As autoridades esperam avançar com previsões a mais longo prazo e no norte do país.

Quatro militares especialistas em planeamento começaram agora a colaborar com as autoridades de saúde. Os oficiais afastam, para já, a necessidade de se avançar com hospitais de campanha.

A falta de coordenação na gestação das camas era criticada por médicos.

Veja também: