Coronavírus

Secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina morre com covid-19

MARIO RUIZ

Tinha 65 anos.

Especial Coronavírus

O secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), Saeb Erekat, morreu esta terça-feira, aos 65 anos, devido à covid-19, disse a Presidência palestiniana à agência de notícias AFP.

"Saeb Erekat morreu recentemente no Hospital Hadassah" em Jerusalém, onde foi internado em 18 de outubro", disse a fonte.

O político palestiniano tinha fibrose pulmonar e foi submetido a um transplante de pulmão em 2017 nos Estados Unidos.

A 19 de outubro, a OLP informou que Saeb Erekat estava em "estado crítico". A organização anunciou em 09 de outubro que Erekat tinha sido infetado pelo SARS-CoV-2, descoberto em dezembro na China.

Erekat vivia na cidade de Jericó, na Cisjordânia, território ocupado por Israel.

Próximo do Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, como o foi do líder anterior Yasser Arafat, participou como principal negociador nas negociações de paz com Israel.

Erekat esteve envolvido em quase todas as rondas de negociações de paz entre Israel e os palestinianos desde a histórica conferência de Madrid em 1991, quando apareceu vestido com um 'keffiyeh' (espécie de lenço) xadrez preto e branco, símbolo do nacionalismo palestiniano.

Nas décadas seguintes, Erekat foi uma presença constante nos 'media' ocidentais, defendendo incansavelmente uma solução negociada de dois Estados para o conflito de décadas, defendeu ainda a liderança palestiniana e culpou Israel pelo fracasso em chegar a um acordo.