Coronavírus

Novo estado de emergência. Há portugueses a antecipar as idas aos supermercados

Apesar do recolher obrigatório permitir, há quem esteja a abastecer-se para evitar aglomerados no próximo fim de semana.

Especial Coronavírus

Muitos fazem compras por necessidade, outros por prevenção, a pensar nas limitações do próximo fim de semana.

O horário dos super e hipermercados sofreu poucas alterações com o estado de emergência, mas no fim de semana a partir das 13:00 não se espera o mesmo movimento, o que pode levar a uma correria antecipada aos bens de primeira necessidade.

A maior parte concorda com as medidas restritivas, mas reconhece que vão ser prejudiciais, principalmente para os pequenos comerciantes.

Veja também: