Coronavírus

Covid-19. Há 508 surtos ativos em Portugal

ANTÓNIO PEDRO SANTOS / LUSA

O número foi avançado esta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde.

Saiba mais...

Portugal tem esta segunda-feira 508 surtos de covid-19 ativos, dos quais 182 em estruturas residenciais para idosos, avançou esta segunda-feira a diretora-geral da Saúde.

Graça Freitas ressalvou, durante a conferência de imprensa de atualização de informação relativa à pandemia de covid-19, que pode haver subnotificação relativamente à região Norte, mas também às outras regiões devido à existência de muitos casos.

Onde são os surtos?

"Ao dia de hoje são considerados ativos em Portugal continental 508 surtos, destes 182 são em estruturas residenciais para idosos, sendo que cinco deles são em unidades de cuidados continuados", disse Graça Freitas.

Nos estabelecimentos de ensino, público e privado, desde as creches, ao ensino superior, estão identificados 94 surtos ativos, com 814 casos confirmados, disse, Graça Freitas, sublinhando que nestes números não estão contabilizados os casos isolados que possam aparecer numa escola vindos da comunidade, sejam de adultos ou crianças.

Segundo a diretora-geral da Saúde, há ainda 37 surtos ativos em instituições de saúde, com 397 casos confirmados.

Relativamente aos estabelecimentos prisionais, Graça Freitas avançou, citando fontes do Ministério da Justiça que foram sinalizados 435 casos confirmados de infeção com o vírus SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19.

Mais 74 mortes e 4.044 casos de Covid-19 em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas 4.044 novos casos de infeção e mais 74 mortes associadas à doença Covid-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta segunda-feira.

Desde o início da pandemia em Portugal morreram 3.971 pessoas dos 264.802 casos de infeção confirmados.

Há mais 7 doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 498, um novo máximo desde o início da pandemia. Em relação aos internamentos em enfermaria, há mais 90 pessoas internadas, totalizando agora 3.241.

A DGS revela que estão ativos mais 62 casos de infeção em relação a quinta-feira, num total de 84.004. Foram dados como recuperados mais 3.908 doentes, 176.827 desde o início da pandemia.

As autoridades de saúde têm agora sob vigilância 82.025 pessoas.

No que diz respeito aos 4.044 novos casos, 2.258 registam-se na região Norte, 1.052 em Lisboa e Vale do Tejo, 490 na região Centro, 68 no Alentejo, 126 no Algarve, 31 nos Açores e 19 na Madeira.

Das 74 mortes a lamentar nas últimas 24 horas, 35 ocorreram na região Norte, 26 em Lisboa e Vale do Tejo, 10 na região Centro, duas no Alentejo e uma no Algarve.

DADOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 116.915 homens e 143.055 mulheres, de acordo com os casos declarados.

O boletim de hoje refere que há 4.832 casos confirmados de sexos desconhecidos que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de uma forma automática.

Do total de vítimas mortais, 2.056 eram homens e 1.915 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

AS NOVAS MEDIDAS NO NOVO ESTADO DE EMERGÊNCIA

Veja aqui o documento na íntegra com as novas medidas para o estado de emergência.

A partir da meia-noite, passamos a ter um Portugal a quatro velocidades, mediante a gravidade do risco de contágio por Covid-19.

A principal novidade é a manutenção das medidas aplicadas ao fim de semana para os concelhos de maior risco e também a proibição de circular entre concelhos nos dois fins de semana prolongados de dezembro.

O primeiro-ministro, António Costa, admite que o país possa ter de viver em estado de emergência durante, pelo menos, mais um mês para tentar controlar a pandemia.

Saiba mais sobre as novas medidas através do site oficial covid19estamoson.gov.pt