Coronavírus

Covid-19. O que pode ou não fazer no Natal e na passagem de ano

TIAGO PETINGA

Conheça aqui as regras.

Especial Coronavírus

O primeiro-ministro explicitou este sábado que a estratégia do Governo foi prolongar as medidas de restrição até ao Natal, havendo depois uma menor intensidade nos dias 24, 25 de dezembro e 1 de janeiro, retomando depois o nível de limitações.

Na conferência de imprensa para apresentar as novas medidas de restrição devido à pandemia e o plano para o Natal, António Costa explicou que é fundamental manter o esforço para que se possa "atingir o objetivo de chegar ao Natal com o menor número de infetados possível" uma vez que "quanto menos infetados, menor o risco de transmissão".

Os concelhos com risco de transmissão de covid-19 muito elevado e extremo voltam a ter proibição de circulação na via pública a partir das 13:00 e até às 05:00 nos fins de semana de 12 e 13 e de 19 e 20 de dezembro.

"A estratégia que adotamos para este mês é uma estratégia de prolongamento das medidas atualmente em vigor até aos dias 24 e 25, haver menor intensidade nas restrições nos dias 24, 25 e 01 de janeiro e manter ainda o mesmo o nível de restrições no período posterior", sintetizou.

NATAL

As exceções hoje apresentadas para o Natal vão ser reavaliadas a 18 de dezembro para confirmar a tendência de melhoria e para perceber se será necessário "puxar o travão de emergência". De 23 a 26 de dezembro é permitida a circulação entre concelhos.

O Governo não vai impor limite de pessoas no Natal. "O nosso entendimento é que não deve ser o Estado a imiscuir-se na organização da vida das famílias: as famílias têm hoje informação suficiente para saber que os encontros são momentos de risco.

Circulação na via pública:

  • Noite de 23 para 24: permitida apenas para quem se encontre em trânsito
  • Dias 24 e 25: permitida até às 2:00 horas do dia seguinte
  • Dia 26: permitida até às 23:00 horas

Restaurantes podem funcionar:

  • Nas noites de 24 e 25 até à 1:00 h
  • Dia 26 ao almoço até às 15:30 horas

ANO NOVO

A circulação entre concelhos está proibida na passagem de ano entre as 00h de 31 dedezembro e as 5 horas de 4 janeiro. Na noite da passagem de ano só é permitida a circulação até às 2:00 horas. Estão proibidas todas as festas públicas ou abertas ao público e ajuntamentos com mais de seis pessoas na via pública.

Circulação na via pública:

  • Na noite da passgem de ano é permitida até às 2:00 horas
  • No dia 1 de janeiro até às 23:00 horas

Restaurantes podem funcionar:

  • Na noite de 31 até à 1:00 horas
  • No dia 1 de janeiro ao serviço de almoço até à 15:30 horas

Na sexta-feira, com os votos favoráveis do PS, PSD e da deputada não inscrita Cristina Rodrigues, a Assembleia da República aprovou a renovação do estado de emergência - diploma que teve a oposição do PCP, PEV, Chega e Iniciativa Liberal, e as abstenções de Bloco de Esquerda, PAN, CDS e da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira.

Este decreto presidencial que renova o estado de emergência até 23 de dezembro, com uma referência na introdução à sua "previsível" extensão até 7 de janeiro, tem conteúdo idêntico ao que está em vigor, mantendo designadamente as normas que permitem medidas restritivas para conter a covid-19 por grupos de municípios, incluindo a proibição da circulação em determinados períodos ou dias da semana.