Coronavírus

Covid-19. Vacinação arranca esta segunda-feira nos lares

EDUARDO COSTA

Utentes e funcionários da Casa de Idosos de São José das Matas serão os primeiros a ser vacinados.

Especial Coronavírus

A vacinação arranca esta segunda-feira no concelho de Mação, e serão vacinados os utentes e funcionários de duas instituições: a Casa de Idosos de São José das Matas (51 pessoas) e a Santa Casa da Misericórdia de Cardigos (61 pessoas).

A Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, acompanhada da Secretária de Estado da Ação Social, Rita Mendes, estará presente no arranque da vacinação para a covid-19.

Santa Casa de Cardigos pronta para começar a vacinar, garante o provedor

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Cardigos garante que está tudo preparado para amanhã receber as vacinas contra a covid-19.

Vitor Fernandes diz estar aliviado, uma vez que a média de idades dos utentes do lar é de 92 anos.

Crescendo de infeções em lares preocupa Misericórdias

O presidente da União das Misericórdias Portuguesas (UMP), Manuel Lemos, assinalou este domingo um crescendo de casos de covid-19 em funcionários dos lares de idosos, pedindo cuidados redobrados.

"Os surtos são muito significativos, um bocadinho o que era esperado, mas com o crescendo a situar-se mais nos funcionários do que nos utentes", disse Manuel Lemos, quando questionado sobre o quadro pandémico nos lares após o alívio das restrições de contactos sociais na quadra natalícia.

Prometendo números globais para sexta-feira, o dirigente adiantou os casos específicos de duas instituições, uma delas gerida diretamente pela UMP, onde a relação de infetados é de um utente para cinco funcionários, num dos casos, e de um para oito, no outro.

"Estamos perto da meta", a imunização pela vacina, "pelo que não podemos deixar 'cair' todas as precauções e devemos até reforçá-las", apelou o dirigente da estrutura que agrupa lares para 37 mil utentes e onde já se registaram cerca de 600 óbitos.

"Pedimos que se controlem. Se tiverem dúvidas não vão às instituições. Na dúvida, peçam testes", acrescentou.