Coronavírus

Covid-19. Detetada variante do Reino Unido em França

Michel Euler

Há pelo menos 10 casos.

Especial Coronavírus

O ministro da Saúde francês, Olivier Veran, anunciou esta terça-feira que foram detetados cerca de 10 casos da variante mais contagiosa do novo coronavírus, identificada pela primeira vez no Reino Unido, no país. Olivier Veran afirmou ainda que o aumento da transmissão do vírus tornará improvável que as restrições sejam aliviadas.

Esta variante foi detetada em Paris, informou o diretor-geral do sistema de hospitais de Paris à televisão estatal.

Variante não é mais grave nem letal

A variante detetada no Reino Unido não é mais grave que a anterior, mas é mais contagiosa e pode ser combatida com a vacina.

Novas variantes de covid-19 exigem mais rapidez na sua descoberta e sequenciação

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que vão continuar a surgir variantes do novo coronavírus e que é preciso acelerar o processo de descoberta e sequenciação genética para as acompanhar.

"Quanto mais um vírus circula, mais oportunidades tem para mudar. Estas mudanças são normais e expectáveis, mas a maior parte pouco efeito tem no seu comportamento", afirmou a principal responsável técnica da luta contra a pandemia da covid-19, Maria van Kerkhove.

O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, salientou que é preciso aumentar a capacidade de os laboratórios em todo o mundo serem capazes de descobrir as sequências genómicas das mutações do vírus que forem aparecendo, o que só se consegue com testagem.

Van Kerkhove indicou que as variantes até agora encontradas, originárias do Reino Unido e na África do Sul são diferentes entre si, embora se manifestem na mesma proteína do SARS-CoV-2.

Aquela que foi detetada primeiro no Reino Unido (e, entretanto, em outros países, incluindo Portugal) "não apresenta diferenças significativas nas hospitalizações ou mortalidade" que provoca, reiterou, mas tem maior transmissibilidade, o que se poderá explicar porque as pessoas em que foi detetada apresentam "maior carga viral", referiu.