Coronavírus

Covid-19. Europa aperta as restrições perante aumento de casos 

Há países a atingirem máximos diários de infeções e de mortes.  

Saiba mais...

Perante o aumento de casos de covid-19 na Europa, com países a atingirem máximos diários de infeções e de mortes, apertam-se as restrições.

Em Inglaterra, só entra quem tiver um teste negativo à covid-19. A medida começa na próxima semana e inclui os cidadãos britânicos. Quem não o apresentar, paga uma multa de cerca de 550 euros.

A Alemanha, em confinamento até ao final do mês, registou o maior número diário de mortes desde o início da pandemia e a infeção não dá tréguas. Berlim quer que alguns alunos voltem à escola já na segunda-feira, o que originou uma petição com mais de 20 mil assinaturas de pais e professores contra esta intenção do estado federal.

Já a Hungria vai manter o ensino à distância para os alunos do secundário e prolongou o recolher obrigatório até 1 de fevereiro.

A Ucrânia, que regista uma média entre 12 a 14 mil casos diários, endureceu as medidas do confinamento com o encerramento de escolas, restaurantes e ginásios, pelo menos até dia 24.

  • Regresso ao futuro

    Opinião

    "Queremos assegurar que os novos líderes estão unidos por um conjunto de valores que torna claro que a liderança não é sobre ego" (David Simas, Presidente da Fundação Obama)

    Germano Almeida