Coronavírus

ARS de Lisboa e Vale do Tejo está a recrutar profissionais para acelerar os inquéritos epidemiológicos

Há milhares de inquéritos por concluir.

Saiba mais...

A ARS de Lisboa e Vale do Tejo está a recrutar profissionais para acelerar os inquéritos epidemiológicos.

De acordo com a edição de hoje do Diário de Notícias, nesta altura haverá milhares de inquéritos por concluir, o que não permite interromper as cadeias de transmissão.

Com os números a atingirem recordes, a ARS de Lisboa e Vale do Tejo quer contratar por exemplo, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, higienistas orais e dentistas. Aos licenciados é oferecido um salário de cerca de 1200 euros brutos por mês, por 35 horas semanais, que podem ser em teletrabalho, e um contrato a termo incerto, até ao fim da pandemia.

Sem contar com a colaboração de militares, do Verão até agora, a Administração Regional de Saúde contratou apenas 39 pessoas para os inquéritos epidemiológicos.

Portugal com mais de 7 mil mortes e mais de 483 mil casos de covid-19

Portugal registou domingo mais 102 mortes relacionadas com a covid-19 e 7.502 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

No total, desde março, Portugal já registou 7.803 mortes e 483.689 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando este domingo ativos 106.778 casos, mais 4.372 em relação a sábado.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internadas 3.770, mais 215 pessoas do que ontem, e 558 em cuidados intensivos, mais 18.

Pandemia já matou pelo menos 1.9 milhões de pessoas e infetou mais de 89 milhões

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.926.570 mortos resultantes de mais de 89 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os países que registaram o maior número de mortes são os Estados Unidos, Brasil e México.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global