Coronavírus

Covid-19. Quase 70% dos concelhos portugueses em risco extremamente elevado

Uma quase deserta de Lisboa devido ao confinamento imposto.
Uma quase deserta de Lisboa devido ao confinamento imposto.
MIGUEL A. LOPES

Saiba em que nível de risco está o seu concelho.

Quase 70% dos concelhos portugueses estão em risco extremo devido ao número de casos de covid-19, tendo registado uma taxa de incidência acumulada superior a 960 por 100 mil habitantes, entre 5 e 18 de janeiro.

Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), estão neste patamar 215 dos 308 concelhos portugueses (69,8%).

Confira abaixo em que nível de risco está o seu concelho:

Na última análise, divulgada a 18 de janeiro, existiam 155 concelhos nestas condições, número que era quase o triplo do verificado na análise anterior.

Na nota explicativa dos dados por concelhos é referido que a incidência cumulativa "corresponde ao quociente entre o número de novos casos confirmados nos 14 dias anteriores ao momento de análise e a população residente estimada".

Com zero casos de infeção estão quatro concelhos: Corvo, Lajes do Pico, São Roque do Pico e Velas, nos Açores.

Aguiar da Beira, com 6.255 casos por 100 mil habitantes, Cuba, com 6.224, Figueira de Castelo Rodrigo, com 5.534, Alter do Chão, com 4.234 e Fornos de Algodres, com 4.196, são os concelhos com maior incidência acumulada.

Portugal com mais 252 mortes e 6.923 novos casos de covid-19

Portugal regista esta segunda-feira mais 252 mortes por covid-19 e 6.923 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o relatório de situação da Direção-Geral da Saúde.

Desde o início da pandemia, Portugal contabiliza 10.721 mortes e 643.113 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, estando esta segunda-feira ativos mais 1.405 casos em relação a domingo, totalizando 170.635.

Quanto aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internados 6.420 doentes, mais 303 em relação a domingo, dos quais 767 em cuidados intensivos, mais 25.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 212.711 contactos, mais 2.047 relativamente a domingo.

O boletim revela ainda que foram dados como recuperados mais 5.266 doentes. Desde o início da pandemia em Portugal, em março, já recuperaram 461.757 pessoas.

Armando Franca / AP
Últimas Notícias
Mais Vistos