Coronavírus

Ensino à distância agrava desigualdades 

25% das crianças até aos 12 anos vivem sem condições.  

As aulas à distância vão começar na próxima semana, mas muitos alunos não têm condições para o ensino online.

Para além da falta de computadores, mais de 25% das crianças até aos 12 anos retomam as aulas em casas em que entra água e com adultos que têm dificuldades em acompanhá-las.

De acordo com um estudo feito pela Universidade Nova de Lisboa, focado em crianças até aos 12 anos e com base em números do INE, 25% vivem em casas com problemas de infiltrações, 13% sem o devido aquecimento, 9% não tem iluminação suficiente. Quando à alimentação, 9% das famílias não podem cozinhar refeições completas e saudáveis.

Segundo números do Ministério da Educação, há 60 concelhos com mais de metade dos alunos do 9.º ano com apoio da ação social escolar. Dados de 2017/2018 mostram que 4 em cada 5 crianças têm uma mãe com dificuldades em acompanhar o estudo.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros