Coronavírus

Covid-19. Teste negativo e quarentena para passageiros de voos com origem no Reino Unido ou Brasil

Canva

A partir da 00:00 de dia 7 de março e até às 23h59 do dia 16 de março.

Saiba mais...

Os passageiros de voos com origem inicial no Reino Unido ou no Brasil e que tenham feito escala noutros aeroportos cujo tráfego com destino a Portugal continental está autorizado têm novas regras: um teste PCR negativo realizado 72 horas antes da viagem e uma quarentena de 14 dias depois da chegada a Portugal.

As medidas foram anunciadas este sábado pelo Ministério da Administração Interna. Entram em vigor a partir da 00:00 de dia 7 de março e prolongam-se até às 23h59 do dia 16 de março.

A quarentena de 14 dias pode ser feita no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde.

Num comunicado enviado às redações, o Ministério da Administração Interna informa que as companhias aéreas "têm de remeter às autoridades de saúde a listagem dos passageiros cujo trânsito com proveniência do Reino Unido ou do Brasil é do seu conhecimento".

Já o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras verifica o país onde os passageiros realizaram o teste e remetem essa informação às autoridades de saúde, refere o ministério liderado por Eduardo Cabrita.

"O despacho publicado em Diário da República vem reforçar a garantia de cumprimento das medidas já previstas para os voos e assegurar a igualdade de tratamento dos passageiros cuja viagem se inicia no Reino Unido ou no Brasil face àqueles que chegam a Portugal continental em voos diretos das mesmas origens, com natureza humanitária e para efeitos de repatriamento", lê-se no mesmo comunicado.

Até 16 de março estão suspensos todos os voos, comerciais ou privados, com origem ou destino no Brasil e no Reino Unido, sendo apenas permitidos voos humanitários e de repatriamento.

Veja também: