Coronavírus

Internamentos em cuidados intensivos baixaram mais depressa do que o previsto

Mas os especialistas na reunião do Infarmed defenderam para já manutenção das medidas restritivas.

Saiba mais...

Os internamentos em cuidados intensivos baixaram mais depressa do que o previsto.

Neste momento, há cerca de 350 doentes nesta condição, mais grave, e as projeções apontam para que o número baixe para 120 no final deste mês.

Estes dados foram revelados esta manhã na reunião do Infarmed, onde os especialistas defenderam que os dados da pandemia obrigam para já a uma manutenção das medidas restritivas.

As previsões dos especialistas são animadoras: referem que, a partir do dia 15 de março estarão reunidas as condições para uma reabertura gradual, faseada, do país.

Isto porque:

  • Os contágios estão a descer em todas as faixas etárias.
  • Portugal tem neste momento o risco de transmissibilidade mais baixo da Europa - o Rt está em 0,74, mas tem estado a subir há 3 semanas.
  • O número de pessoas em cuidados intensivos está a baixar mais rapidamente do que o previsto e, no final deste mês, pode mesmo chegar ao 120 internados.
  • Já se notam os efeitos da vacinação nos internamentos dos idosos.
  • 2:33