Coronavírus

Donos do Zmar avançam com providência cautelar para revogar decisão do Governo

Governo requisita empreendimento turístico para casos de isolamento.

Saiba mais...

Os proprietários de casas no empreendimento Zmar, em Odemira, estão contra a utilização do resort turístico para colocar pessoas em isolamento. Consideram que o despacho do Governo põe em risco a viabilidade da empresa.

O empreendimento turístico, constituído por varias habitações de madeira, foi a solução encontrada pelo Governo para o isolamento profilático obrigatório de trabalhadores migrantes até à resolução da crise sanitária no concelho de Odemira. Uma situação que quem investiu em casa própria ou segunda habitação para férias considera inaceitável.

Das 260 casas do Zmar, uma centena são do complexo turístico e as restantes de particulares", mas a requisição civil "é para todo o empreendimento", situação que suscita dúvidas à ordem dos avogados que vai solicitar a intervenção da Comissão de Direitos Humanos da própria ordem sobre este assunto.

O advogado que representa mais de uma centena de proprietários vai interpor uma providência cautelar com vista à revogação da decisão do Governo.