Coronavírus

Odemira. Autarca garante que empresas afetadas pelo cordão sanitário vão receber apoios

Deixa críticas às medidas que estão a ser aplicadas nas duas freguesias.

Saiba mais...

O presidente da Câmara de Odemira, José Alberto Guerreiro, garante que quem ficou impedido de trabalhar por causa do cordão sanitário vai receber os devidos apoios.

O autarca deixa críticas às medidas que estão a ser aplicadas nas duas freguesias.

Terminou à meia-noite o cordão sanitário nas freguesias de Longueira-Almograve e São Teotónio, em Odemira. O primeiro-ministro disse que a maioria dos casos atuais de covid-19 corresponde "a cadeias de transmissão já identificadas", e que não há transmissão comunitária.

Esteve em vigor 12 dias e foi decretado devido à elevada incidência do número de casos, sobretudo em trabalhadores agrícolas.