Coronavírus

Portugal com mais 2 mortes e 386 novos casos de covid-19 em 24 horas

Houve uma diminuição de internamentos hospitalares e de casos ativos.

Saiba mais...

Portugal contabiliza esta terça-feira mais 2 mortes e 386 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

As duas mortes ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo e nos Açores.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17.011 mortes e 842.767 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta terça-feira ativos 21.997 casos, menos 184 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 233 doentes, menos 13 do que na segunda-feira.

Nos cuidados intensivos estão 66 doentes, menos 6.

Os dados indicam ainda que mais 568 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 803 759 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 18 376 contactos, menos 129 relativamente ao dia anterior.

A incidência nacional é de 50,5 casos de infeção por 100 000 habitantes e a do continente é de 47,5 casos/mil habitantes.

O R(t) nacional é de 1,0 enquanto o do continente é de 0,99.

Os dados do Rt e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Dados por região

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 175 novas infeções, contabilizando-se até agora 318.298 casos e 7.210 mortos.

A região Norte tem hoje 131 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 338.532 casos de infeção e 5.350 mortes desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 20 casos, acumulando-se 119.311 infeções e 3.018 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 12 casos, totalizando 29.994 infeções e 971 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve o boletim de hoje revela que foram registados 10 casos, acumulando-se 22.035 infeções e 362 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou nove novos casos, contabilizando 9.510 infeções e 68 mortes devido à covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm hoje 29 novos casos e contabilizam 5.087 casos e 32 mortos desde o início da pandemia, segundo a DGS.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

Género e faixa etária

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 382.717 homens e 459.696 mulheres, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 348 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 8.937 eram homens e 8.074 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de mortes, 11.182 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.626 com idades entre os 70 e os 79 anos, e 1.528 tinham entre os 60 e os 69 anos.

Taxa de vacinação completa no distrito de Bragança superior à média nacional

A taxa de vacinação completa contra a covid-19 no distrito de Bragança é superior à média nacional, com 19,3% da população com duas doses, enquanto no país o valor é de 13,5%, segundo dados oficiais.

A Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste divulgou esta terça-feira que 24.136 pessoas já têm a vacinação completa, o que corresponde a 19,3% dos pouco mais de 124 mil habitantes dos 12 concelhos do distrito de Bragança.

Regras na praia em tempo de pandemia entram em vigor esta quarta-feira

As regras para as praias entram em vigor amanhã com multas para concessionários e utentes. Quem não usar máscara, por exemplo, pode ter de pagar até 100 euros.

Mais de 3,3 milhões de mortos no mundo

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.381.042 mortos no mundo, resultantes de mais de 162,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

A grande maioria dos pacientes recupera, mas uma parte evidencia sintomas por várias semanas ou até meses.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • 1:21