Coronavírus

Covid-19. França anunciou o fim do uso obrigatório da máscara nos espaços exteriores

O próximo país que vai abandonar o uso obrigatório de máscara nos exteriores deverá ser a Espanha.

Saiba mais...

O uso de máscaras no exterior deixa de ser obrigatório em França a partir de 17 de junho e o recolher obrigatório às 23:00 acaba no dia 21 de junho. As decisões vêm no seguimento de várias semanas consecutivas de decréscimo de novos casos e de casos graves de covid-19 nos hospitais franceses.

Após 8 meses de aplicação, em França, chega ao fim um dos recolheres obrigatórios mais longos da Europa. Contudo, a máscara vai continuar a ser obrigatório no interior de espaços fechados.

O próximo país que vai abandonar o uso obrigatório de máscara nos exteriores deverá ser a Espanha. Esta quarta-feira, o nível de incidência acumulada baixou para menos de 100 casos por 100.000 habitantes, sendo o valor mais baixo desde 12 de agosto do ano passado.

Fim do uso da máscara, do distanciamento social e da medição de temperatura na maioria das situações celebra-se no Estado de Nova Iorque que alcançou 70 por cento da população vacinada com pelo menos 1 dose.

Moscovo avançou com a vacinação para todos os que lidam com o público, nomeadamente, de professores a cabeleireiros, artistas, comerciantes ou taxistas. A capital da rússia está a atravessar novo surto, que devido à enorme desconfiança em relação à vacina, que está a provocar a uma subida nos internamentos hospitalares.

Mais a oriente, as técnicas de persuasão são outras: apartamentos, cupões de compras e férias pagas, mas também galinhas ou vacas estão a ser sorteados por entre a população da Indonésia, Tailandia e Hong Kong disposta a receber a vacina.

Veja também: