Coronavírus

Covid-19. Vacinação sem agendamento disponível para pessoas a partir dos 45 anos 

Christophe Ena

Disponível a partir deste sábado.

Saiba mais...

A vacinação contra a covid-19 sem necessidade de agendamento estará disponível, a partir deste sábado, para pessoas com idade igual ou superior a 45 anos e que não tenham sido infetadas nos últimos seis meses.

O anúncio foi feito esta sexta-feira pela task force responsável pelo processo de vacinação.

Para serem vacinados, os utentes devem dirigir-se ao centro de vacinação covid correspondente ao Centro de Saúde onde estão inscritos, nos horários específicos da modalidade "casa aberta".

Os horários de funcionamento desta modalidade nos centros de vacinação podem ser consultados aqui.

De acordo com a task force, o sistema foi criado para "assegurar que todas as pessoas elegíveis são chamadas ao processo de vacinação"

Covid-19. Portugal liderou vacinação na União Europeia na última semana

A Agência Europeia de Medicamentos garantiu que as quatro vacinas contra a covid-19 são eficazes na proteção contra a variante Delta, associada à Índia. Entretanto, na última semana, Portugal foi o país da União Europeia com mais doses administradas por dia.

O país acelerou o ritmo de vacinação e foram administradas mais de oito milhões de vacinas. Até ao momento, cerca de metade da população já recebeu pelo menos a primeira dose.

Na última semana, o país registou mais de 130 mil doses administradas por dia, o valor mais alto até então, e superior à meta traçada das 100 mil vacinas diárias. Na mesma lista seguem-se Espanha e Luxemburgo, com médias semelhantes.

"Há capacidade de vacinação, há recursos humanos para vacinar, há vacinas"

Lacerda Sales foi questionado pelos jornalistas sobre as diferenças de orientação para quem está ou não vacinado.

“Houve um reforço de vacinas para o Algarve de cerca de 7 mil vacinas na semana – portanto, mil vacinas por dia, aproximadamente. O que significa que há, neste momento, capacidade de vacinação, há recursos humanos para vacinar, há vacinas e portanto é importante esta mensagem de sensibilização para as camadas mais jovens para que se possam também vacinar”, disse ainda o secretário de Estado aos jornalistas.

Lacerda Sales mostrou-se otimista sobre o progresso do plano de vacinação, acreditando que existem “todas as condições” para atingir os 70% de pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina e 50% com a vacinação completa “durante o mês de agosto”. Um valor que o secretário de Estado acredita subir para 80% e 60%, respetivamente, no mês de setembro.