Coronavírus

Denúncias levam à detenção de dono de espaço onde se realizavam festas ilegais em Vizela

GNR

Durante a busca, os militares da GNR apreenderam 12.647 euros em numerário, quatro telemóveis, uma espingarda de calibre 12, 30 munições de calibre 12, 40 munições de calibre 7,65 milímetros, 11 aparelhos de áudio e 400 garrafas de bebidas alcoólicas.

Saiba mais...

Um homem foi detido no domingo por desobediência às regras estabelecidas para o combate à covid-19 após busca domiciliária a um espaço privado utilizado para atividade lúdica noturna no concelho de Vizela, anunciou hoje a GNR.

A GNR adianta hoje em comunicado que o Comando Territorial de Braga, através do Núcleo de Investigação Criminal de Guimarães, deu cumprimento no domingo a um mandado de busca domiciliária a um espaço privado utilizado para a prática continuada de atividade lúdica noturna no concelho de Vizela.

"No seguimento de várias denúncias, foi possível apurar-se a prática continuada de atividade lúdica noturna num espaço privado durante os últimos fins de semana, que levava à concentração reiterada de cerca de 200 indivíduos no referido espaço, e cuja atividade o seu responsável já havia sido notificado para cessar", refere a GNR.

Na sequência da busca domiciliária, um homem de 47 anos, responsável pelo estabelecimento, foi detido.

O detido será presente hoje ao Tribunal Judicial de Guimarães, para aplicação das medidas de coação.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.974.841 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 183,4 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.112 pessoas e foram registados 889.088 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia