Coronavírus

Médicos e administradores hospitalares sugerem parcerias com o privado para dar resposta aos doentes não-covid-19

Diagnósticos tardios e por fazer traçam um cenário cinzento na saúde em Portugal.

Saiba mais...

A Ordem dos Médicos e os administradores hospitalares apresentaram, esta quarta-feira, um estudo revela as áreas onde o Serviço Nacional de Saúde (SNS) falhou, por causa da covid-19. Sugerem parcerias com o setor social e privado para reverter a situação. O bastonário lembra que a “bazuca” também tem de servir a saúde.

O ataque à pandemia relegou para segundo plano os doentes não-covid-19. Diagnósticos tardios e por fazer traçam um cenário cinzento na saúde em Portugal. A Ordem dos Médicos e os administradores hospitalares apresentam alguns caminhos para suprir as falhas num futuro imediato.

Os problemas são já conhecidos há mais de uma década, mas a pandemia veio agravá-los. Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, critica a falta de respostas para os doentes não-covid-19, que ficaram para trás devido à pandemia, no plano de resolução e resiliência - a também chamada "bazuca" europeia.

O estudo apresentado esta quarta-feira prevê também a consulta pública, através de um inquérito, para sensibilizar e mobilizar a população para os problemas que existem no SNS.

Veja mais: