Vacinar Portugal

Apelo aos portugueses: devem respeitar os horários dos centros de vacinação contra a covid-19

MANUEL DE ALMEIDA

A task force que coordena a vacinação contra a covid-19 pede respeito pelos horários de cada centro de vacinação, de modo a diluir o fluxo de utentes a vacinar nas várias modalidades disponíveis.

"Nos últimos dias, um significativo número de utentes sem agendamento dirigiu-se a alguns centros de vacinação covid (CVC) para serem vacinados nas modalidades "casa aberta" e antecipação da segunda dose da vacina AstraZeneca, sem respeitarem horários estipulados por cada" uma destas estruturas, adiantou a `task force´.

Face a esta situação, a estrutura que coordena a logística da vacinação, com o objetivo de diluir o fluxo de utentes aos centros, solicitou que "todos os utentes respeitem os horários estabelecidos, quer no agendamento por mensagem SMS e telefonema, quer para as modalidades "casa aberta" e de antecipação da segunda dose da AstraZeneca, definidos para cada CVC".

Os horários de funcionamento de cada centro estão disponíveis no portal na internet da Direção-Geral da Saúde.

Em comunicado, a `task force´ liderada pelo vice-almirante Gouveia e Melo adiantou ainda ter conhecimento de "relatos de comportamentos menos corretos de alguns utentes para com os muitos profissionais, que em cada CVC dão diariamente o seu melhor para garantir a segurança e qualidade do processo de vacinação".

"Desta forma, volta a apelar-se à compreensão e tolerância de todos os utentes no respeito pelas orientações e aconselhamento destes profissionais, apesar de alguns constrangimentos e perturbações e inerente perda de qualidade do processo nesta fase, essenciais ao normal funcionamento dos CVC e ao cumprimento do objetivo a que nos propusemos de vacinar mais de 850 mil esta semana", referiu a `task force´.

Centros de vacinação vão funcionar com sistema de semáforos

Os constantes problemas do sistema informático que gere o autoagendamento para a vacinação contra a covid-19, levaram o vice-almirante Gouveia e Melo a exigir maior controlo sobre a plataforma que, até agora, tem estado a cargo dos serviços partilhados do Ministério da Saúde. A medida é uma tentativa de agilizar o grande aumento de inoculações previstas.

A SIC sabe que, a partir de quarta-feira, os centros de vacinação vão passar a ter um sistema de semáforos: se a luz for vermelha significa que é provável que o utente tenha de esperar mais de uma hora para ser vacinado; se for verde a previsão baixa para os 30 minutos de espera.

O sistema já está em funcionamento nos centro de vacinação do concelho de Cascais e, esta quarta-feira, deverá estar acessível em todo o país. Poderá saber a afluência do local onde vai ser vacinado através do site do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Esta é uma das medidas que têm como objetivo agilizar o processo. Também o processo de autoagendamento através da internet será melhorado.

Veja também:

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia