Coronavírus

Covid-19. Número de contágios volta a aumentar a nível mundial

Veja aqui como está a vacinação no mundo.

Saiba mais...

Organização Mundial da Saúde e Estados Unidos não vêm para já prioridade na aprovação de uma terceira dose da vacina, proposta pela Pfizer. Depois de uma descida de 10 semanas consecutivas no número de casos, a variante Delta está a causar estragos e os contágios voltaram a aumentar a nível mundial.

Sem população suficiente vacinada com uma ou duas doses, países como a Malásia, Indonésia ou Rússia sofrem os efeitos da variante delta, uma mutação mais contagiosa e que ameaça tornar-se dominante, em breve, em todo o mundo.

Na Europa e nos Estados Unidos é a abundância de vacinas que está a fazer a diferença nos internamentos e no número de mortes.

A Organização Mundial da Saúde quer dividir as doses disponíveis pelo mundo em vez de acrescentar uma terceira dose, proposta pela Pfizer aos países que já têm duas.

Os Estados Unidos também não vêm prioridade na terceira dose, num momento em que muitos americanos têm recusam as outras duas, num tema alimentado pela divisão política na sociedade e pelas informações falsas sobre vacinas.

Em Espanha, a região de Madrid abriu a vacinação para todos os maiores de 16 anos, num momento em que os contágios triplicaram em duas semanas, particularmente entre os mais jovens.

A abertura do turismo foi apontada como a causa da nova onda que, segundo as autoridades de saúde, está a chegar ao pico.

No Reino Unido, e apesar do elevado número diário de novos contágios, o Governo inglês conta com a alta taxa de vacinação para manter o próximo dia 19 como o do fim de todas as restrições. Mas a Escócia, com soberania na área da saúde, vai manter o uso obrigatória de máscara bem como de quantas pessoas podem estar juntas quer no interior quer no exterior.