Coronavírus

Mãe e filha que recusaram vacina morrem de covid-19 com poucos dias de diferença 

Handout .

Caso aconteceu na Irlanda do Norte.

Saiba mais...

Mãe e filha morreram com apenas alguns dias de diferença, na Irlanda do Norte, após terem ambas contraído a covid-19.

Sammie-Jo Forde, de 32 anos, morreu no Hospital de Ulster, no sábado passado. Estava a receber cuidados médicos na mesma unidade que a mãe, Heather Maddern, que morreu a 31 de agosto.

O pai de Sammie-Jo Forde revelou que nenhuma das mulheres tinha sido vacinada contra a covid-19.

Numa entrevista à BBC, Kevin McAllister confessou que estava "devastado". "Isto acabou com o meu mundo. Perdi a minha filha, a minha melhor amiga."

A mulher de 32 anos deixou quatro filhos, o mais velho com 13 anos.

Sammie-Jo Forde e Heather Maddern trabalhavam juntas no apoio a idosos ao domicílio.

"Elas era muito, muito chegadas. Trabalhavam juntas, viviam juntas e morreram juntas", disse Kevin McAllister sobre a filha e a ex-mulher.

Na entrevista, o homem revelou que soube da morte da ex-mulher através de uma mensagem enviada pela filha do hospital: "Elas estavam apenas a duas camas de distância".

Questionado sobre o porquê de as duas mulheres não terem sido vacinadas contra a covid-19, Kevin McAllister disse que não compreendia: "Elas ajudavam outras pessoas, mas nem se conseguiram ajudar a si próprias".

"Estas pessoas que não tomam a vacina contra a covid-19... elas não pensam nas outras pessoas que deixam para trás", disse o homem, num apelo para que a população "oiça os especialistas" e tome a vacina.

Leia mais: