Coronavírus

Covid-19: Presidente da República contra novas restrições, mas defende aumento da vacinação

Covid-19: Presidente da República contra novas restrições, mas defende aumento da vacinação

A média diária de casos estão acima dos 30 mil esta semana.

Com o aumento de casos de covid-19 em Portugal e os vários pedidos de especialistas a apostarem no retrocesso quanto às medidas de contenção, o Governo reforça que não voltará atrás. O Presidente da República concorda.

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu esta sexta-feira, a propósito da discussão em torno do eventual regresso do uso obrigatório de máscara por causa da covid-19, que o mais importante são “respostas pela positiva” como o aumento da vacinação.

“Eu devo dizer que prefiro respostas pela positiva do que respostas pela negativa”, acrescentou, defendendo que “aumentar a vacinação é mais importante e de efeitos mais duradouros do que apenas aplicar restrições”.

Segundo o chefe de Estado, “porventura, é essa a justificação da ministra da Saúde“, Marta Temido, para afastar por enquanto o regresso do uso obrigatório de máscara, assim como a reposição da gratuitidade de testes de diagnóstico de infeção com o vírus da covid-19.

“No começo da semana que vem já estarei em condições de perceber o porquê de os especialistas terem proposto o que propuseram, alguns, pelo menos, e por outro lado, os responsáveis sanitários terem entendido que essa não é a resposta”, disse.

A propósito desta discussão, Marcelo Rebelo de Sousa reiterou o entendimento de que “os especialistas têm uma palavra a dizer, propondo soluções, mas a palavra decidida é a do poder político”.

Portugal registou, entre 10 e 16 de maio, 157.502 infeções pelo coronavírus SARS-CoV-2, 191 mortes associadas à covid-19 e um aumento dos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos, indicou esta sexta-feira a Direção-Geral da Saúde (DGS).

SAIBA MAIS

ESPECIAL CORONAVÍRUS

Últimas Notícias
Mais Vistos