Crise nos combustíveis

Isolados e sem acordo: assim ficaram os motoristas de matérias perigosas 

Isolados e sem acordo: assim ficaram os motoristas de matérias perigosas 

Fectrans e SIMM assinaram acordo que permite aumentos aos trabalhadores já a partir do próximo ano. 

O Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas recusou o acordo que os motoristas de mercadorias e a Fectrans assinaram, na semana passada, que garante aumentos entre 140 euros e 266 euros.