Eleições no Brasil

Presidente Marcelo acredita que vem aí um "período promissor" nas relações entre Portugal e Brasil

Presidente Marcelo acredita que vem aí um "período promissor" nas relações entre Portugal e Brasil
JORGE GUERRERO

Marcelo Rebelo de Sousa já anunciou a intenção de estar presente na posse do próximo Presidente do Brasil, em 1 de janeiro de 2023, em Brasília.

O chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou o Presidente eleito do Brasil, Lula da Silva, e manifestou-se certo de que o seu mandato corresponderá a um período promissor nas relações com Portugal.

De acordo com os resultados oficiais divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (STE) do Brasil, o antigo Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva venceu a segunda volta da eleição presidencial deste domingo, derrotando o chefe de Estado em exercício, Jair Bolsonaro.

"O Presidente da República felicita o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela eleição como Presidente da República Federativa do Brasil, com a certeza de que o mandato, que vai iniciar em janeiro próximo, corresponderá a um período promissor nas relações fraternais entre os povos brasileiro e português e por isso também entre os dois Estados", lê-se numa mensagem publicada no portal oficial da Presidência da República Portuguesa na Internet.

Marcelo Rebelo de Sousa já anunciou a intenção de estar presente na posse do próximo Presidente do Brasil, em 1 de janeiro de 2023, em Brasília.

Cerca das 23:00 de Lisboa o STE deu a eleição como matematicamente definida. Quando estavam apuradas 99,17% das secções, o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT, esquerda), Lula da Silva tinha 50,85% dos votos, contra 49,15% para Jair Bolsonaro (extrema-direita).

Lula da Silva, que já cumpriu dois mandatos como Presidente, entre 2003 e 2011, regressa ao Palácio da Alvorada após uma vitória na segunda volta, a primeira na história democrática recente do Brasil contra um chefe de Estado recandidato.

O antigo sindicalista terá como vice-presidente Geraldo Alckmin, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que já tinha sido seu opositor nas eleições presidenciais de 2006, então pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Últimas Notícias
Mais Vistos