Eleições nos EUA

Eleições nos EUA. Mais de cem milhões votaram antecipadamente

Daniel Acker

A votação antecipada bateu todos os recordes da história da democracia norte-americana.

Mais de cem milhões de norte-americanos votaram antecipadamente nas eleições presidenciais que se realizam esta terça-feira, segundo as contas mais recentes da iniciativa Projeto Eleições dos EUA.

Os boletins de votos enviados por correio ou depositados presencialmente antes do dia das eleições representam mais de 72% do número total de votos nas eleições de 2016, de acordo com o Projeto Eleições EUA, em colaboração com a Universidade da Florida.

A votação antecipada bateu todos os recordes da história da democracia norte-americana e devem-se, sobretudo, à pandemia de covid-19, que está a afetar gravemente os Estados Unidos e levou muitos eleitores a fazerem a sua escolha previamente, segundo a mesma organização.

Há quatro anos, 57 milhões de eleitores votaram antecipadamente, de acordo com dados da comissão eleitoral norte-americana e, no Texas, por exemplo, o número de eleitores que votaram nas últimas semanas já excede o número total de eleitores que exerceram o seu direito de voto em 2016.

Os estudos de opinião indicam que a maioria dos eleitores que já fizeram a sua escolha é, predominantemente democrata, com os republicanos a preferir votar hoje, no dia de desfecho das eleições, sobretudo depois das suspeições levantadas pelo candidato Donald Trump sobre a segurança do voto por correspondência.