Presidenciais

As regras para votar antecipadamente: quem pode, quando e como

A pandemia obrigou à alteração das regras eleitorais.

A pensar na pandemia, há novas regras eleitorais. Para evitar aglomerações no dia das presidenciais, quem quiser pode votar já dia 17 de janeiro. Já para quem estiver em isolamento, o voto em casa será entre os dias 14 de 17 de janeiro. Circunstâncias excecionais que exigem medidas excecionais.

Nestas eleições, todos os cidadãos vão ter acesso ao voto antecipado, o que antes era mais restrito. E porque haverá, seguramente, portugueses em isolamento infetados com covid-19, vai ser possível votar em casa.

Mas para que isso aconteça é preciso que se inscrevam no site votoantecipado.mai.gov.pt ou na junta de freguesia, através de procuração.

O calendário está definido

  • entre os dias 14 a 17 de janeiro, os interessados em isolamento, devem inscrever-se para votar em casa.
  • dia 17 de janeiro, todos os eleitores podem votar antecipadamente.

Mas atenção que só haverá uma mesa de voto por município.

  • dois dias depois, nos dias 19 e 20 de janeiro, uma equipa de representantes da câmara municipal e das candidaturas irá recolher o voto em casa com os devidos cuidados.
  • no dia 24 de janeiro, todos os votos serão entregues nas respetivas secções. Depois de terem estado à parte nas instalações da câmara durante 48 horas e devidamente desinfetados.

Mas como para qualquer regra há também aqui uma exceção: quem não estiver no concelho em que está recenseado ou no concelho vizinho ou quem só souber que terá de ficar isolado depois de 17 de janeiro não vai poder votar nestas presidenciais.