Presidenciais

Sem atropelos, Ventura e Tino de Rans em desacordo na justiça e na opinião sobre a etnia cigana

Candidatos à Presidência da República estiveram em debate esta segunda-feira à noite.

Os candidatos à Presidência da República apoiados pelo RIR e pelo Chega estiveram esta segunda-feira à noite frente-a-frente a debater as candidaturas presidenciais.

Desta vez, André Ventura não interrompeu nem foi interrompido. Mas Tino de Rans, como é conhecido, deitou por terra vários argumentos já conhecidos do adversário, nomeadamente a questão da alegada subsidiodependência da comunidade cigana.

Os candidatos às presidenciais foram também confrontados com a polémica dos erros no curriculo do procurador europeu. A manutenção no cargo da ministra da justiça voltou a dividir Tino de Rans e André Ventura.

André Ventura falou ainda do crescimento do partido, Garante que sem o Chega não voltarão a haver maiorias de direita no país.