Presidenciais

João Ferreira sublinha importância dos serviços públicos e deixa críticas a Marcelo

O candidato esteve reunido com trabalhadores para discutir a ameaça do encerramento da refinaria de Matosinhos.

A campanha de João Ferreira prossegue com críticas a Marcelo. O candidato apoiado pelo PCP voltou a puxar da Constituição para afirmar que é preciso manter os serviços que nela estão salvaguardados.

A manhã foi dedicada à defesa dos serviços públicos, no dia em que o Governo anuncia o encerramento das escolas para contenção da pandemia. Deixou críticas a Marcelo, dizendo que o Presidente da República não se comprometeu em manter os serviços garantidos na Constituição.

Depois da primeira ação de campanha, voltou a haver novas críticas ao Chefe de Estado, desta vez ao seu silêncio. Já em Leça do Balio, João Ferreira ouviu os trabalhadores da Petrogal e da Efacec, perante a ameaça do encerramento da refinaria da Galp em Matosinhos.

Na agenda estava ainda um encontro com o escritor Valter Hugo Mãe, mas o momento foi cancelado por motivos de saúde do escritor.

Veja mais no Especial Presidenciais

  • O exemplo inglês 

    Opinião

    Na década de oitenta, as tragédias de Heysel Park primeiro e de Hillsborough depois, atiraram a credibilidade do futebol inglês para a sarjeta.

    Duarte Gomes