Presidenciais

Presidenciais. Pedro Sánchez felicita Marcelo e oferece o apoio de Espanha na nova fase

MARIO CRUZ

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República com a terceira maior percentagem em eleições presidenciais em democracia.

O Primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, felicitou esta segunda-feira Marcelo Rebelo de Sousa pela sua reeleição como Presidente da República de Portugal, desejando-lhe "todo o sucesso" e assegurando "o apoio de Espanha" nesta nova fase do país.

"Parabéns a Marcelo Rebelo de Sousa pela sua reeleição nas presidenciais portuguesas. Todo o sucesso e apoio de Espanha nesta fase para o nosso país vizinho. Estamos unidos por fortes laços de cooperação, colaboração e trabalho mútuo em prol do bem comum de ambos os Estados", disse esta manhã o chefe do executivo espanhol numa mensagem transmitida através da rede social Twitter.

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República no domingo com votação reforçada e a terceira maior percentagem em eleições presidenciais em democracia, 60,70% dos votos expressos, a segunda maior numa reeleição.

Nas presidenciais com maior abstenção desde o 25 de Abril, realizadas no momento mais grave da propagação da covid-19 em Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa submeteu-se ao voto como "responsável máximo do Estado e, nessa medida, da gestão da pandemia", como realçou no seu discurso de vitória, feito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, onde foi aluno e professor.

O professor catedrático de direito jubilado, de 72 anos, que se recandidatou à chefia de Estado apoiado formalmente por PSD e CDS-PP, foi reeleito com 2.533.799 votos, quando faltam apurar apenas os resultados em três consulados.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros