Eutanásia

Cristas desafia primeiro-ministro a dizer o que pensa sobre a eutanásia, Costa não diz

TIAGO PETINGA

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, insistiu esta quarta-feira, por três vezes, que o primeiro-ministro dissesse se é a favor ou contra a eutanásia, mas apenas lhe ouviu responder que nada dirá sobre um processo legislativo em curso.

"É a favor ou não da institucionalização da eutanásia?", perguntou Assunção Cristas na abertura da sua intervenção no debate quinzenal com o primeiro-ministro, no parlamento, a menos de uma semana da discussão dos quatro projetos de lei do PAN, BE, PS e PEV sobre o tema.

António Costa respondeu, uma e outra vez, que não cabe ao primeiro-ministro pronunciar-se: "Ficar-me-ia muito mal que me intrometesse num debate que está em curso."

Depois da réplica e da insistência da líder e deputada centrista, o primeiro-ministro e secretário-geral do PS não foi além daquela resposta, com variantes de linguagem.

E Assunção Cristas usou um tom irónico ao dizer que, comparando com o investimento nos cuidados paliativos, "certamente que instituir a eutanásia fica mais barato".

Da bancada do PS e do BE ouviram protestos, como de Mariana Mortágua e José Manuel Pureza, que gritou "vergonha".

Lusa