Eutanásia

Cavaco apela ao voto contra a eutanásia

Cavaco apela ao voto contra a eutanásia

O ex-Presidente da República diz que legalizar a eutanásia é a decisão mais grave que os deputados podem tomar e apela que nas legislativas de 2019 não se vote nos partidos que forem a favor da morte medicamente assistida. O tema será discutido no Parlamento na próxima semana e os deputados do PS e PSD terão liberdade de voto. O PCP e CDS já se anteciparam e garantem que vão votar contra. Cavaco Silva é outra voz crítica em relação a esta questão.

  • Bancadas parlamentares divididas na votação sobre a Eutanásia
    2:20

    Eutanásia

    As divergências sobre a eutanásia prosseguem dias antes da votação sobre a morta assistida. O PCP anunciou que vai votar contra todas as propostas de despenalização da morte assistida porque considera que seria "um retrocesso civilizacional". O PS vota a favor e espera que a proposta possa ter aprovação. O PSD dá liberdade de voto aos deputados. Já o CDS juntou-se à manifestação contra a eutanásia, "STOP Eutanásia", que decorreu ontem na escadaria da Assembleia da República. O Presidente da República recebeu ainda 15 representantes de oito comunidades religiosas contra a eutanásia.