Furacão Dorian

Florida declara estado de emergência devido ao furacão Dorian

NASA NASA

Furacão deve aumentar de intensidade nos próximos dias.

O governador do Estado da Florida, nos Estados Unidos, declarou esta quarta-feira o estado de emergência devido ao furacão Dorian, que atingiu a categoria 1 e deve aumentar de intensidade nos próximos dias.

"Declarei o estado de emergência de modo a garantir que a Florida está completamente preparada para o furacão Dorian", refere em comunicado, apelando aos cidadãos que estejam atentos e que tenham reservas de "comida, bebida e medicamentos para sete dias".
A declaração de estado de emergência permite uma melhor mobilização dos serviços públicos do Estado e solicitar, se necessário, o auxílio federal.

Ventos de 130 quilómetros por hora e várias árvores derrubadas é o balanço provisório da passagem do furacão pelas Ilhas Virgens dos Estados Unidos, sem que existam, até ao momento, vítimas mortais ou danos avultados a registar.

O furacão de categoria 1 na escala de Saffir-Simpson (que tem cinco níveis) e desloca-se para noroeste a cerca de 22 quilómetros/hora, passando nas próximas horas na costa de Porto Rico, anunciou o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, com sede em Miami.

Os meteorologistas alertam que o furacão pode aumentar de intensidade e chegar a categoria 3, ou seja, com ventos superiores a 177 quilómetros/hora.

É esperado que o furacão Dorian passe a leste das Bahamas e se dirija para os Estados Unidos, tocando terra no fim de semana ou na segunda-feira, na zona da Florida, perto do Cabo Canaveral e Orlando.

Dorian, que se fortaleceu nas últimas horas, pode provocar chuvas fortes e inundações graves, para além de ventos fortes, em Porto Rico, Ilhas Virgens Britânicas, nas Bahamas e sudeste dos Estados Unidos.

Os especialistas alertam ainda para as más condições do mar nas zonas afetadas, com ondas fortes e correntes, que podem colocar as pessoas em perigo.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já declarou o estado de emergência em Porto Rico, antes da chegada do agora furacão Dorian.

A ordem autoriza o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos e a Agência Federal para a Gestão de Emergências (FEMA, na sigla em inglês) a coordenarem as ajudas de emergência na ilha, devastada pelo furacão Maria.

Lusa

  • Família separada pelo tribunal
    0:38
    Entregues à sorte

    Entregues à sorte

    Sandra Lima tinha seis anos e a irmã Albertina Silva tinha 16 quando o Tribunal da Horta ordenou a retirada das crianças aos pais biológicos. Os irmãos foram espalhados por várias instituições e Sandra acabou por ser adotada por norte-americanos aos 10 anos. Uma história para ver segunda-feira, no Jornal da Noite.

    Segunda-feira no Jornal da Noite

    Amélia Moura Ramos