Furacão Dorian

Furacão "extremamente perigoso" está a chegar aos EUA

Handout .

Está previsto que o furacão atinja os Estados Unidos da América na segunda-feira.

O furacão Dorian continua a ganhar força e, de acordo com as autoridades norte-americanas, poderá atingir a Florida na categoria 4, ou seja, com ventos máximos que podem chegar aos 225 quilómetros por hora.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos informou esta sexta-feira que o Dorian irá tornar-se num fenómeno "extremamente perigoso" e que, nas próximas 72 horas, a tempestade pode chegar à categoria 4, que é a segunda mais grave na escala Saffir-Simpson.

"Espera-se que Dorian se torne num grande furacão ainda hoje e continue a ser um furacão extremamente perigoso durante o fim de semana."

O caminho do furacão

O Dorian está a mover-se lentamente para noroeste, a uma velocidade de 19 quilómetros por hora. Os furacões tendem a tornar-se mais fortes quando passam por cima de água quente, como se verifica na costa da Flórida.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC), o furacão move-se esta sexta-feira sobre o Atlântico e vai aproximar-se das Bahamas no sábado e estará sobre o noroeste do arquipélago no domingo, onde se espera que a "chuva possa causar inundações que ameacem vidas humanas".

Desde o início da temporada de furacões, que começou em junho, foram registadas outras quatro tempestades tropicais, Chantal, Andrea, Erin e Barry, esta última que se tornou num furacão em julho, pouco antes de chegar ao Louisiana, onde deixou perdas materiais substanciais, mas nenhuma fatalidade direta.

Segundo o NHC, está previsto que o furacão atinja os Estados Unidos da América na segunda-feira, entre Florida Keys e o sul da Geórgia, um espaço de cerca de 800 quilómetros, o que demonstra ainda alguma incerteza sobre o local onde vai tocar terra.

Como é que os locais se estão a preparar?

Perante a aproximação, os estados da Florida e da Geórgia declararam o estado de emergência.

Numa conferência de imprensa realizada esta sexta-feira, o governador da Florida, Ron DeSantis, aconselhou os habitantes a terem provisões de comida, água e medicamentos para, pelo menos, uma semana.

A declaração de estado de emergência permite mobilizar os serviços público do estado de forma mais efetiva e recorrer, se necessário, ao auxílio federal.

Já os moradores procuram formas de se precaver perante a incerteza da força e das consequências deste fenómeno. Os moradores da Florida formaram filas para conseguir comprar suprimentos como água, alimentos, medicação e combustível.

As pessoas foram também aconselhadas a levar os animais de estimação em caso de ser emitido um aviso de evacuação.

Trump cancela visita à Polónia devido ao furacão

O Presidente norte-americano cancelou esta quinta-feira a sua visita à Polónia, devido ao furacão Dorian.

"Para permitir que o conjunto de meios do Estado federal esteja concentrado na tempestade que está a chegar, decidi enviar o vice-presidente, Mike Pence, à Polónia, em meu lugar, no fim de semana."

Segundo a BBC, Donald Trump alertou os norte-americanos que o furacão "podia ser um monstro"

  • “Entregues à Sorte” – Quarto episódio
    27:01