George Floyd

Todos os dias há registo de ataques contra o património que manifestantes consideram racista

A onda de ataques começou nos EUA e surgiu dos movimentos de protesto pela morte de George Floyd.

Nos Estados Unidos e não só, os protestos contra o racismo afetam agora o património histórico, uma vez que continuam os ataques a estátuas de figuras ligadas à escravatura, ao imperialismo ou à Era Colonial.

A morte de George Floyd, às maos da polícia, continua a gerar uma onda de revolta direcionada para o património histórico e o movimento de abate de estátuas, por populares nas ruas, é acompanhado pelo debate político.

A democrata Nanci Pelosi, Presidente da Câmara dos Representantes, insiste que as estátuas de líderes dos estados confederados que defenderam a escravatura na guerra civil devem sair do capitólio.