George Floyd

Casal aponta armas a manifestantes que participavam em protesto pacífico nos EUA

Um casal ameaça manifestantes em St. Louis, nos Estados Unidos

LAWRENCE BRYANT

O Presidente Donald Trump partilhou o vídeo do momento no Twitter.

Cerca de 500 pessoas juntaram-se, este domingo, na cidade de St. Louis, estado do Missouri, para pedir a demissão da autarca local, Lyda Krewson, depois desta ter divulgado um vídeo com uma lista de nomes e moradas de várias pessoas que pediram o fim do financiamento da polícia.

Quando os manifestantes caminhavam em direção à casa da autarca, foram surpreendidos por um casal armado que vive na mesma rua que Lyda Krewson.

Nas imagens partilhadas nas redes sociais, é possível ver que a mulher carrega uma arma do género de um revólver, enquanto o marido segura o que parece ser uma M16.

Muitas pessoas pararam em frente à casa para filmar o casal. Tanto o homem como a mulher gritaram a todos que lá que estavam para seguirem em frente.

Como não se tratasse já de uma situação polémica, Donald Trump partilhou o vídeo do casal armado no Twitter. O Presidente dos Estados Unidos não fez nenhuma descrição.

LAWRENCE BRYANT

Antes da manifestação, a autarca Lyda Krewson terá feito um pedido de desculpas e apagou o vídeo em que divulgava nomes e moradas.

"Nunca quis prejudicar ninguém ou causar angústia", disse a autarca.

Desde a morte do afro-americano George Floyd, muitas pessoas têm pedido que as verbas para a polícia sejam destinadas a trabalhos sociais como medida de prevenção da violência.

Floyd, de 46 anos, morreu durante uma detenção, quando um polícia pressionou o joelho contra o seu pescoço durante cerca de 9 minutos.