Governo

Ana Catarina Mendes, a dirigente do PS que chegou ao Governo

23.03.2022 21:44

Socialist Party Member of Parliament Ana Catarina Mendes delivers a speech during a debate at the Portuguese Parliament before the voting of the government’s state budget, in Lisbon, Wednesday, Oct. 27, 2021. Portugal’s parliament has rejected the minority Socialist government’s proposed state budget for 2022. The moderate Socialists were deserted Wednesday by their hard-left allies from the Communist Party and the Left Bloc who have helped shore up the government’s power over the past six years. (AP Photo/Armando Franca)

Ana Catarina Mendes, 49 anos, é a nova ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares.

A nova ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, 49 anos, é advogada, começou a carreira na JS, e ocupou cargos dirigentes no PS, exercendo a liderança da bancada socialista desde 2019.

Apontada como uma possível sucessora do secretário-geral do PS, António Costa, Ana Catarina Mendes foi a primeira mulher a assumir a liderança da bancada socialista, em 2019, sucedendo a Carlos César, presidente do partido, à frente do grupo parlamentar socialista.

Foi secretária-geral adjunta do PS entre 2016 e 2019 e foi eleita deputada sucessivamente, pelo círculo de Setúbal, desde 1995 (VII legislatura), quando António Guterres venceu as legislativas.

Ana Catarina Veiga Santos Mendonça Mendes nasceu em Lisboa, em 14 de janeiro de 1973, e é licenciada em Direito pela Universidade de Lisboa.

Antes de ser designada secretária-geral adjunta do PS, em 2016, foi presidente da Federação Distrital de Setúbal e deputada municipal em Almada, entre 1993 e 1997.

Considerada uma das potenciais sucessoras à sucessão de Costa, participa, todos os domingos, no programa Circulatura do Quadrado, na TVI e TSF, com José Pacheco Pereira e António Lobo Xavier.

Começou a carreira política na Juventude Socialista (JS) e, em 2000, disputou a liderança com Jamila Madeira. A eleição foi concorrida e Catarina Mendes perdeu a liderança para Jamila por apenas um voto.

SAIBA MAIS

OS MINISTROS DO NOVO GOVERNO

Últimas Notícias