Guerra Rússia-Ucrânia

Ucrânia reivindica ter abatido aviões russos

Ucrânia reivindica ter abatido aviões russos

Exército russo não respondeu ainda à reivindicação ucraniana.

A Ucrânia reivindicou nas últimas horas ter abatido vários aviões russos, incluindo um avião de transporte militar Il-76, de grande capacidade, com pára-quedistas a bordo.

De acordo com um comunicado do Estado-Maior ucraniano, o avião de transporte foi abatido perto de Vasylkiv, uma cidade 40 quilómetros a sul de Kiev.

O Exército russo não respondeu ainda à reivindicação ucraniana.

Segundo o governo da Ucrânia, em Donbass um sistema anti-aéreo S-300 abateu um caça russo Sukhoi Su-25 e um helicóptero, perto da meia-noite, hora local.

A Rússia ainda não assumiu totalmente o controle do espaço aéreo ucraniano, disse na quinta-feira um alto funcionário do Pentágono dos EUA, sob anonimato.

“A defesa aérea da Ucrânia ainda está ativa, embora tenha sido danificada por ataques aéreos russos. (…) Ainda têm defesa antimísseis e (…) ainda têm aviões que negam acesso (ao espaço aéreo ucraniano) a aviões russos”, informou a mesma fonte.

Além disso, as capacidades de “comando e controlo” do exército ucraniano, que permitem a coordenação de operações militares ao mais alto nível, “estão intactas”, observou o funcionário do Pentágono.

“Acreditamos que, nas últimas 24 horas, os russos perderam um pouco do seu ímpeto”, disse o alto funcionário, explicando que as Forças Armadas russas encontraram “mais resistência do que a que esperavam”.

Saiba mais:

ESPECIAL CONFLITO RÚSSIA-UCRÂNIA

Últimas Notícias
Mais Vistos