Guerra Rússia-Ucrânia

Hospital improvisa maternidade em abrigo anti bombas em Kharkiv 

Hospital improvisa maternidade em abrigo anti bombas em Kharkiv 

Dezenas de bebés nasceram ou receberam abrigo acabados de nascer neste abrigo nos últimos dias.

Muitos dos mais vulneráveis habitantes de Kiev ou de Kharkiv não puderam sair do país, nem sequer das caves e bunkers onde se abrigam. Entre estes estão, por exemplo, os bebés que nasceram nos últimos dias.   

O choro dos recém-nascidos ouve-se agora no abrigo anti bombas para onde um hospital de Kharkiv transferiu a maternidade, à medida que se intensificavam os bombardeamentos russos contra a segunda maior cidade da Ucrânia, a cidade de quase um milhão e meio de habitantes, à beira da fronteira com a Rússia.  

Entre paredes espessas de betão e tomadas elétricas suspensas, nasceram já – ou receberam abrigo acabados de nascer – dezenas de bebés.  

Muitos tentam ainda sair da capital e enfrentam longas filas nos supermercados, nas farmácias ou para tentar levantar dinheiro. Os poucos carros que circulam estão sujeitos aos postos de controlo erguidos para tentar identificar sabotadores.  

O maior hospital pediátrico da Ucrânia também transferiu para a cave os que não podem recuperar em casa, ou os que chegam de hospitais da zona ocidental do país. 

Últimas Notícias