Guerra Rússia-Ucrânia

McDonald’s encerra temporariamente restaurantes na Rússia

08.03.2022 19:02

Diz o presidente da empresa, Chris Kempckinski, numa carta citada pela AP.

A cadeia de “fast food” americana McDonald’s anuncia esta terça-feira que vai encerrar temporariamente os seus 850 restaurantes na Rússia, devido à invasão da Ucrânia.

O grupo diz que irá continuar a pagar aos seus 62 mil empregados na Rússia “que se dedicaram de corpo e alma à marca McDonald’s”, refere, mas sublinha que fechar as unidades neste momento era a atitude certa a tomar.

“Tendo em conta os nossos valores, não podemos continuar a ignorar o sofrimento desnecessário que se está a verificar na Ucrânia”, refere Kempckinski, acrescentando que é impossível saber quando será possível voltar a abrir os restaurantes.

A McDonald’s também encerrou temporariamente cerca de 100 restaurantes em território ucraniano e continua a pagar aos empregados.

De acordo com a AP, segundo dados financeiros recentes, as unidades na Rússia e Ucrânia pesavam cerca de 9% nas receitas da empresa, sendo que ao contrário de outras cadeias, como o KFC, Pizza Hut e Burguer King, que trabalham em regime de franchising, a McDonald’s detém 84% dos seus restaurantes russos.

Além disso, a empresa trabalha com centenas de fornecedores locais na Rússia e serve milhões de clientes diariamente, segundo a AP. 

O anúncio surge depois de pressão para a empresa, em conjunto com outras marcas, como a Coca-Cola e a PepsiCo, que se mantêm na Rússia, cessar operações no país. Muitas empresas já abandonaram a nação, devido à invasão.

Últimas Notícias