Guerra Rússia-Ucrânia

SIC na Ucrânia: drones ajudam ucranianos a identificar posições das tropas russas

Enviados especiais na Ucrânia

Loading...

Reportagem especial dos enviados da SIC na Ucrânia.

Os drones têm desempenhado um papel fundamental nas operações militares na Ucrânia. São usados como armas de ataque, mas também são cruciais para identificar as posições das tropas russas. Os enviados especiais da SIC na Ucrânia, Carolina Reis e Rafael Homem, estiveram com uma unidade especializada neste tipo de operações.

A equipa tem cerca de 30 elementos, a maioria são antigos civis sem experiência militar. Às ordens do exército ucraniano, os novos militares guardam uma linha da frente a 10 quilómetros do exército invasor, a quatro quilómetros de território disputado. Com eles estão também estrangeiros voluntários vindos de países como os EUA, Canadá e Nova Zelândia.

São responsáveis por enviar e trazer os drones de volta, mas a decisão do alvo a abater pertence ao centro de comando. Depois de recebem indicação para o ataque, as armas são outras.

Quando chegam a esta fase, sabem que tem poucos minutos para desaparecer, uma vez que através do ataque denunciam a posição onde se encontram.

O regresso à base, por entre terras que ainda são cultivadas por civis, acontece dias antes da contra ofensiva para reconquistar território – uma operação na qual esta unidade estará a participar.