Guerra Rússia-Ucrânia

Putin tem encontro marcado com importante aliança

Loading...
O comentador Germano Almeida analisa os últimos desenvolvimentos da guerra na Ucrânia.

O Presidente russo confirmou o encontro com o aliado Xi Jinping, marcado para a próxima semana. A Rússia chegou a um acordo com a China para o fornecimento de gás, que irá reforçar a moeda de ambos os países. O comentador da SIC, Germano Almeida, recorda que a três semanas antes de ordenar a invasão à Ucrânia, Putin viajou para Pequim para proclamar uma "nova era" nas relações bilaterais.

Putin e Xi Jinping “estabeleceram uma parceria sem limites” e ainda está por esclarecer se nessa conversa, o Presidente chinês ficou totalmente informado sobre as intenções de Putin, acrescenta Germano Almeida.

A estratégia energética alcançada esta semana entre Rússia e China pretende reforçar a aliança do ponto de vista económico, ao prever o pagamento do gás russo em rublos e yuans.

"O setor energético é a vantagem russa perante a Europa e Putin sabe a dificuldade que a Europa está a ter em tentar reconverter", indica o comentador da SIC, Germano Almeida.

Embora Pequim se tenha oposto às sanções ocidentais contra Moscovo após a intervenção militar russa na Ucrânia, Xi Jinping insistiu que as relações com a Rússia são de "parceria estratégica" e que "não representam uma aliança".

Últimas Notícias
Mais Vistos